segunda-feira, 31 de outubro de 2011


Segurança em computadores e na Internet

 
 
 
 
 
 
13 Votes

Proteja seu computador
Proteja seu computador
Esse é um tema muito amplo e talvez eu volte a falar dele futuramente, abordando então alguns aspectos mais ligados à educação. No entanto, como o uso dos computadores e da Internet por professores, alunos ou qualquer pessoa, demanda noções básicas de segurança, acho que falar um pouco sobre isso poderá ser útil.
Quem já utiliza os computadores e a Internet há um bom tempo provavelmente já ouviu muitas vezes sobre alguns cuidados básicos que se deve ter ao fazer uso dessas novas tecnologias. Quem está chegando agora também já deve ter ouvido bastante sobre esse assunto, mas talvez ainda não tenha “vivenciado” muitos dos problemas potenciais e que quase todos os que já utilizam os computadores já tiveram a infeliz oportunidade de vivenciar como reais um dia.
Começemos então pela segurança do seu próprio computador.
Todo computador é vulnerável. Uns são mais que outros. Um kit básico de segurança para manter seu computador correndo poucos riscos deve conter:
  1. Um antivírus instalado, atualizado diariamente, e funcionando continuamente. Eu uso o Avast!, mas também há vários outros gratuitos e muito bons.
    • O antivírus é um programa que verifica qualquer arquivo no seu computador para checar se ele contém ou não um vírus e para permitir que os vírus encontrados sejam destruídos.
    • Um vírus é um programa de computador que faz cópias de si mesmo e que pode danificar seu computador ou os dados contidos nele.
  2. Um firewall. O windows costuma vir com um firewall, mas se você tiver um bom anti-vírus ele provavelmente também terá um firewall como parte dele. Use ambos, o do antivírus e o do windows.
    • Um firewall é um programa que impede que outros computadores se conectem ao seu sem que você permita, ou que impede que programas mal intencionados enviem informações suas para a Internet sem o seu consentimento.
  3. Um antispyware. Eu uso o SpyBot e o Ad-Awaresimultaneamente.
    • Um antispyware é um programa que evita que programas espiões se instalem no seu computador e roubem suas informações. Ele também pode localizar spywares já instalados e destrui-los.
  4. Um bom navegador com as opções de segurança colocadas em “nível alto”. Eu uso vários navegadores mas acho que o Firefoxé excelente no quesito segurança.
    • Um navegador seguro é aquele que lhe permite navegar pela Internet sem que sites maliciosos consigam coletar seus dados, instalar spywares ou outros programas indesejáveis e potencialmente danosos no seu computador.
Mas “só tudo isso” ainda é muito pouco. É preciso que você mesmo adquira uma “cultura de uso seguro”, principalmente se você usa seu pendrive em outros computadores e se acessa a internet regularmente.
Virus, spywares (espiões), trojans (cavalos de tróia), worms (vermes) e outras pragas digitais que podem empestiar seu computador, roubar suas senhas bancárias, tornar seu computador um escravo de outro computador ou simplesmente danificar seus dados e o próprio computador, são pragas extremamente comuns hoje em dia.
Por fim, é preciso investir algum tempo aprendendo um pouco mais sobre segurança em computadores e na Internet e para isso nada melhor do que uma simples pesquisa no Google usando essa mesma frase. O tempo investido no aprendizado sobre como se proteger de ameaças digitais, ainda que seja um aprendizado bastante superficial, é muito menor do que o tempo que você gastará para “desinfectar” seu computador, recuperar seus dados ou seu dinheiro perdido. Invista em segurança! É mais barato do que custear reparos.
Em posts futuros voltarei ao tema tratando da segurança no uso do e-mail, na navegação pela Internet e no uso de computadores públicos, como os das Salas de Informática das escolas ou os computadores das Lan-Houses. Outro tema importante, mas dessa vez ligado mais diretamente à Educação, diz respeito sobre como “proteger o aluno” dos perigos da Internet e do mau uso dos computadores em geral.

Começa hoje abertura da campanha científica do Projeto Chuva

Começa hoje (31/10), às 14h, no auditório do Parque Tecnológico da Univap (Universidade do Vale do Paraíba) a abertura da campanha científica do Projeto Chuva, coordenada pelo Centro de Previsões do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do INPE, dedicada ao Vale do Paraíba e Litoral Norte paulista. A campanha científica, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), é a quarta de uma série de sete com o objetivo de compreender os diferentes regimes de chuva do país. Experimentos similares foram realizados em Alcântara (MA), Fortaleza (CE) e Belém (PA).

Segundo, Luiz Augusto Machado Machado, coordenador do projeto, a expectativa com este sistema é testar e oferecer uma poderosa ferramenta às unidades de Defesa Civil da região e ao Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação), com o intuito de minimizar os impactos das chuvas neste período.

Mais informações sobre o Projeto Chuva podem ser conferidas na página http://chuvaproject.cptec.inpe.br/portal/br/. Informações sobre o experimento no Vale do Paraíba estão disponíveis em http://mogyb.cptec.inpe.br/portal/saoluis/index.html.
CARACTERÍSTICAS GERAIS
O Outono inicia-se 20h21 do dia 20 de março de 2011 . Sendo uma estação de transição entre o verão e inverno, verificam-se características de ambas, ou seja, mudanças rápidas nas condições de tempo, maior freqüência de nevoeiros e registros de geadas em locais serranos das Regiões Sudeste e Sul. Nota-se uma redução das chuvas em grande parte do País, com o registro dos maiores totais de chuva, superiores a 700 mm, no extremo norte das Regiões Norte e Nordeste e no leste do Nordeste, onde se inicia o período mais chuvoso. No restante do País, predominam totais de chuva entre 150 mm e 400 mm. Nas Regiões Sul, Sudeste e parte da Região Centro-Oeste do Brasil, as temperaturas tornam-se mais amenas devido à entrada de massas de ar frio, com temperaturas mínimas que variam entre 12ºC a 18ºC, chegando a valores inferiores a 10ºC nas regiões serranas. Nestas mesmas áreas, as temperaturas máximas oscilam entre 18ºC e 28ºC. Nas Regiões Norte e Nordeste, as temperaturas são mais homogêneas: a mínima variando em torno de 22ºC, e a máxima variando entre 30ºC e 32ºC


Ocorreu um erro neste gadget
Loading...
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página